Estuprado pelos pedreiros

São Paulo
SP

Isso realmente aconteceu mês passado. Sou alto, branco, malhado, 1m 80 e 70 kilos, cabelos curtos e pretos e super discreto. Nunca dou bandeira. Prefiro o sigilo e curto caras bem machos, bem rústico mesmo.

Moro em Sampa capital e num sabadao de muito sol, sai para ir ao bar para comprar uma cerveja. Ate a chegada do bar, tinha dois pedreiros trabalhando na reforma de uma casa. Não tive como não olhar. Eram dois pedreiros bem negros, negros mesmo, de calça, sapato com meia, sem camisa e os corpos completamente malhados. Pensei na hora: Caras com os corpos assim, deveriam ta sendo modelos e não pedreiros. Ambos estavam bem suados, trabalhando já um bom tempo e comecei a encarar, não consegui resistir, encarei mesmo. Eram dois negrões gostosos ao extremo, rústico, machos, um tinha o cabelo bem curto e o outro era careca. O que estava do lado de fora, vou chamá-lo de João deu umas três olhadas ate perceber que eu não parava de encarar.

Na hora, ele entrou na casa e começou a falar a meu respeito com o outro pedreiro que estava sentado, vou chamá-lo de Oscar e começaram a rir, como se estivesse zoando. Percebi que não deveria ter encarado. Fiquei muito puto com aquela situação. Fui ao bar, peguei minha ceva, comprei duas e voltei. Fiz o mesmo caminho. Desta vez não iria encarar os pedreiros.

Quando virei a rua, não olhei para a casa, mas vi o Oscar e o João se levantando assim que eu virei a rua e vindo em minha direção. Não corri porque não ia dar essa bandeira para mais uma piadinha, apenas apertei o passo. Mas eles correram um pouco e me cercaram e me perguntaram: – o carinha, pq se ta encarando a gente hein? eh viadinho por acaso? Eu não respondi nada, pq eles não iam deixar. O outro respondeu: – eh sim cara, eh viado sim, fico encarando a gente trampando aqui. Acho q devemos da o q essa putinha ta querendo. Oscar me pegou pelo braço e disse: – Se gritar será pior. Eu não gritei claro, aquela situação de perigo e vendo aqueles dois negrões sarados e machos, suados sem camisa me deu um tesão do caralho. Dai eu respondi o que não deveria ter dito: – Não vou gritar, pq eu to gostando. Nossa, eles começam a rir e me empurrando para dentro da casa em construção disseram: Nossa, a o viadinho quer ser nossa puta mesmo. Vamos faze ele se arrepender de ter dito isso. Aquela frase me assustou. Colocaram-me dentro da casa, tiraram as cervejas da minha mão, abriram ela e cada um começou a tomar pela garrafa a cerveja. A sala não tinha nada, somente um lençol no chão e cheio de bagunça de construção. Comecei a me assustar e na hora disse: – Oh pessoal não to curtindo mto não essa brincadeira. – Cala a boca puta, gritou Oscar e me pegou forte pelos braços e sussurrou: daqui vc sai só depois q a gente mandar.

O João já foi retirando minha blusa, retirando meu tênis a bermuda e a cueca, me deixando de meia apenas. O Oscar na hora disse: abaixa agora puta se nao tu vai leva porrada, desabotoa minha calça e mama meu caralho. Tava com muito medo, mais medo de ser espancado e eles iriam me bater com certeza. O João me empurrou com o pé pra perto do Oscar que numa rasteira, me ajoelhei. Vi do q seriam capaz, desabotoei a calça do Oscar e na cueca vi o tamanho do pau daquele negro. Nossa, era muito grande e muito grosso. Já tava duro, na hora assustei mais ainda. Quando tirei a cueca do Oscar, o pau dele tava suado, com cheiro de suor, um cheiro forte, fedido e muito ruim, todo babado de suor de trabalho. Não tive coragem e me recusei, mas o João me deu um puxão com a cabeça para traz dizendo q seria pior, quase me estrangulando se eu não chupasse o Oscar. Não tive como negar, abri a boca e o Oscar começou a passar a cabeça do pau na minha boca me fazendo chupar somente a cabeça do pau dele babada, depois me atolou o cacete inteiro na boca. Nossa, q cheiro ruim q tava esse pau, mto suado. Mas comecei a chupa aquele caralho preto cheio de veia com muita força e aquilo tudo tava me dando muita tesão. O João empurrava minha cabeça controlando a chupada que eu tava dando do pau do Oscar e João começa a tirar minha boca do pau do Oscar e me manda abrir e começa a me dar cuspida bem grossa dentro da boca e grita: – Engole puta. Bebi cuspi do seu negro. Comecei a engolir meio com nojo e voltava a chupar o Oscar que depois também começa a cuspir dentro da minha boca para que eu beba. Eu tava curtindo aquela putaria toda, adoro fetiche. Os dois estavam suando demais. O João me manda parar de chupar o Oscar e me obriga a lambe suas testas, suas axilas, seu tórax, as barrigas de tanquinho completamente suados. O suor estava ruim, tava com cheiro muito forte, mas lambi todo o suor deles de todos esses lugares e eles se achando os donos da cocada preta.- Limpa a gente sua putinha. Hj vc será nossa escrava. Nos vamos acabar com vc, mas tu vai gostar. Aquilo me deixava com medo e tesão ao mesmo tempo. Depois, eles retiram os sapatos, as calças e as cuecas, ficando de meia, sentando no lençol que estava no chão. Nossa, o chulé deles tava forte demais, tomou conta da sala e o Oscar grita: Vem tirar nossa meia e lambe nossos pés vem cadela. Fui ate eles, eles começaram a esfregar os pés na minha cara, tive ânsia naquela hora, mas retirei com a boca suas meias e comecei a lambe os quatro pés, tava com um chulé brabo e super melado, os pés estavam suados d+. Lambi todos os dedos, no meio dos dedos, as solas, a frente, atráz tudo… Tava adorando aquele chulé horrível. Aqueles pés de machos mesmo. Chupei pedindo bis. Tava adorando aquilo tudo. Deixei bem limpo. Depois o João já socou com tudo o caralho na minha boca e me mandou chupar. Oscar caiu de língua no meu cu, que ate doía de tão forte que a língua dele me abria. O pão do João tava melado tmb. Tava de quatro, chupando o pau do João com o Oscar me rasgando a bundinha com a língua e sem perguntar nada para meu tormento o Oscar já posicionou a cabeça do baita caralho no meu cu e forçou, a cabeça entrou. Engasguei com o pau do João na hora. Que dor desgraçada. Implorei ajuda, não queria mais. João socou seu pé na minha boca para abafar meus gritos e Oscar curtindo aquilo tudo, socou de uma só vez o pau inteiro no meu cu. Perdi as forças e cai. Não sentia mais nada, meio que desmaiei. Eles estavam nem ai, o Oscar começou a bombar com força meu rabo enquanto eu engasgava com o pé do João na minha boca. Cnsegui voltar a sentir prazer e levantei novamente. O Oscar me comeu muito, ate que o João tmb quis. Já tava todo arregaçado e João meteu sem dó seu pau no meu cu e o Oscar me deu o caralho para chupar, tinha sangue no pau dele, meu sangue, mas tive que lambe. Me comeram os dois de quatro, depois com as pernas bambas cavalguei em um enquanto mamava o outro, de frango assado enquanto o outro deitava com o pau na minha cara e fodia minha boca como se fosse meu cu me deixando sem ar as vezes. Eles não estavam nem ai comigo, queria apenas ter prazer e me fazer de puta escrava. Em todas as posições, socavam fundo ate as bolas. Meu cu ficou tão aberto que não duvido que as bolas do saco daqueles negros quase entraram junto com o cacete no meu rabo. Eu para falar a verdade ate curtindo aquilo tudo, mas não iria dar o braço a torcer. Eles transpiravam tanto e toda vez eu tinha que lambe eles para secar o suor, a barriga, o pau, a testa, o saco, os pelos do saco, sempre tinha que limpar. Eles se achando os maiorais me fazendo passar por aquilo tudo. Agora que as coisas pioraram.

O Oscar me deitou de frente, me apertou a boca com força, me deixando com a língua de fora. O João veio sentando em cima da minha cara, abrindo todo seu rabo. Vi vindo em direção da minha língua, aquele cu preto, suado, sujo e não tive como fugir, ele esfregou o buraco do cu dele na minha língua e estavam dando muita risada. O Oscar me soltou e disse: – Chupa bem esse cu putinha, se não vamos caga na sua boca. Na hora comecei a lambe aquele cu e pedi o cu do Oscar, fiquei com muito medo. Ele já virou, abrindo bem o cu e cai de língua, Chupei ate os dois cu por dentro. Um cheiro de bosta tinha. De repente o Oscar grita: segura a cara dele João. Ele aperta minha cara dentro do cu Oscar e Oscar solta um peido tão nojento. Nossa, aquilo me fez ficar muito ruim. E eles so riam. Tinham tomado muita cerveja e o Oscar começa a mijar numa lata e eu comecei a implorar para que não me fizessem beber mijo. O João atola seu pau na minha boca ate na garganta e começa a mija, um mijo amarelo, quente e salgado. Mais mijou tanto mais tanto. – Beba tudo esse mijo sua puta maldita se não vamos te cortar. Depois dessa bebi todo mijo, quando acabou, o João me trouxe a lata cheia de mijo e bebi tudo. Nossa, ate que curti. Mijo quente e salgado é gostoso.

Seguiu mais algumas horas, tive que dar, chupa o pau do Oscar enquanto o João mijava em cima do pau dele, bebi mais cuspi, agora com eles cuspindo em seus próprios corpos e eu tinha que limpar. Fizeram DP em mim, aqueles dois caralho de 22 cm cada um, me rasgaram ate tirar sangue, mas dei como uma boa puta e no final… Nossa… a sobremesa. Eles falaram: Agora é a sobremesa da puta. Tava chupando o pau do Oscar e de repente ele começa a gozar, litros e litros de porra grossa galada direto na minha boca e segura minha cabeça e grita: beba essa porra puta, beba tudo sem medo. Ta muito gostosa e sei que você ta doidinho para bebe leite de seus negões aqui. O outro batendo punheta disse: Não engole puta, espera a minha porra para vc engolir junto. E o Oscar ficou vendo se eu ia engolir. Fiquei de boca aberta para provar pro Oscar que não ia engolir e esperando a porra do João que veio, colocou minha boca em posição de beber e gozou mais e mais litros de porra grossa e galada na minha boca. Esperei ate vim tudo, misturei as duas, Oscar mandou abrir a boca de novo e começam os dois a cuspir, umas cinco vezes cada um, misturei tudo e bebi aos poucos. Nossa que gosto forte de porra, mas bebi tudo.

Depois me mandaram vestir a roupa e ir embora. Fui pra casa com o cu esfolado e mancando ate. Fui estuprado. Mas adorei cada minuto de tudo. Eles disseram: Passa aqui de novo para repetir a dose puta. E eu disse: – Claro que sim. Quero tudo dos meus donos negões. Eles me tiravam sarro e me expulsaram.
Acreditem isso aconteceu em dezembro e ainda esta acontecendo.


%d blogueiros gostam disto: