Consulta com um urologista

Tenho 40 anos, sou moreno, olhos verdes, 1,79m, 77kg, porte atlético (faço físiculturismo), curso faculdade de Educação Física, e sempre tomo cuidado com a saúde, principalmente com relação a exames de próstata, que é nessa faixa etária que começam a aparecer problemas relacionados e o perigo de Câncer, então fui marcar uma consulta de próstata com meu convênio, e na hora a recepcionista falou, qual era a minha preferência, quanto ao atendimento? Eu não entendi e ela falou: do médico que iria me atender, era idoso ou mais jovem, e eu respondi que por mim tudo dava na mesma, tenho a mente aberta, o que importa é o resultado!
Marcada a consulta, fui no dia indicado, horário etc., e fui atendido por um rapaz de seus 29 anos, atlético , com cavanhaque, cabeça raspada tipo maquina 0, com óculos tipo intelectual, etc.
Me convidou para entrar e sentar, com um breve relato comecei falando de como estava meus últimos exames, dores rotineiras, próximo da virilha, pressão na bexiga e coisa e tal, aí ele me falou para levantar e subir em uma maca hospitalar, pediu para mim abaixar a calça e a cueca, colocou uma luva e passou um anestésico na ponta de seu dedo, médio para que eu relaxasse e respirasse gradativamente, então ele introduziu seu dedo indicador, e começou a apalpar o meu cú, depois perguntou se esta doendo, disse que não era dor, mas uma sensação de aperto, aí ele me falou para virar de lado. Quando fui me movimentar percebi que ele estava excitado, e ao colocar meu braço ao lado da maca para me apoiar, senti seu pau já duro roçando.
Ficou envergonhado, e logo em seguida me pediu desculpas, eu disse que tudo bem desde que ele me chupasse meu pau…aí ele começou a rir, e eu falei que era sério, então ele me deixou na maca e foi falar lá na recepção que eu era o último paciente em consulta, que logo após ele ia embora, e que a recepcionista remarcasse os pacientes daquele dia para a semana seguinte, depois ele entrou no consultório e fechou a porta trancando com chave, eu permaneci deitado de lado, foi quando ele falou para mim virar de costas para a maca hospitalar, e disse que iria massagear minha próstata com seu dedo, meu pau começou a endurecer, então começou um boquete gostoso e com volúpia começou a babar saliva, escorrendo pelo meu saco, lambendo minhas bolas e penetrando com outros dedos o meu cú, que começava a piscar de tesão.
Então me falou que queria ser chupado, e prontamente eu falei para ele estender o colchão da maca no piso do consultório, para realizarmos um 69 delicioso!!
Depois de uns 15 minutos de chupação, enfiamos cada um nossos dedos com o tal anestésico, no cú de cada um, frenéticamente começamos a gemer (o consultório ficava no fim de uma série de salas da clínica), e em seguida ele falou que queria ser penetrado com o meu pau, que já era um pauzão (22 cm po 5′) naquele momento, coloquei uma camisinha, lubrifiquei o danado e falei pro Dr. Plínio (nome inventado) pra sentar nele de frente pra mim, queria ver aquele doutor cavalgar meu pau e olhar seu jeito e sentir seu cú piscando, logo ele começou a gozar, parecia um misto de urina com porra, pois foi jatos de porra quente, que quase me acertaram na cara, em seguida foi a minha vez, mas antes falei que queria comê-lo de frango assado, antes de gozar – ele aceitou e já estava com o pau duraço (19 cm meio torto), comecei a bombar meu pauzão no cú dele e as suas pregas já recobriam meu pau, já amortecido com as estocadas, então falei que iria gozar e ele me pediu, pra mim aguardar ele gozar também, com muito esforço gozamos juntos, nos limpamos e nos vestimos.
Me passou seu cartão com sua matrícula e telefone de contato, e nos abraçamos! De novo a sensação de ereção de ambos, e fomos para um motel na Raposo Tavares…continuar nossos amassos!!!


%d blogueiros gostam disto: